Energia Solar em Juiz de Fora

Energia Solar em Juiz de Fora: o que você precisa saber antes de contratar

O município de Juiz de Fora tem sido pioneiro desde o seu nascimento. As inovações alcançam destaques no setor econômico, com implementação de tecnologias transformadoras. E agora não seria diferente, a Princesa de Minas se destaca e já podemos falar de energia solar em Juiz de Fora com a chegada da Solarprime na cidade. 

A energia solar se sobressai por ser uma fonte renovável. Sua produção é destaque por não poluir o meio ambiente e ainda promover economia financeira.

Saiba mais sobre o que é, como funciona, para quem é indicado, valores e como escolher a empresa certa para você. 

O que é Energia Solar

Como o próprio nome já sugere, a energia solar provém do sol. Quando falamos em utilizá-la nos referimos à adoção de alguma tecnologia, que tem como objetivo aproveitar o calor e luz dessa energia, de diversas formas. 

Dessa forma, é possível utilizar o sistema fotovoltaico, por exemplo, para captá-la e transformá-la em energia elétrica, para alimentar aparelhos diversos em:

  • residências; 
  • prédios comerciais; 
  • indústrias; 
  • propriedades rurais. 

Falar em energia solar em Juiz de Fora significa dizer que está disponível na cidade tecnologia para geração de eletricidade (pela energia fotovoltaica) com a qualidade e segurança da Solarprime.

Se você tem dúvida de como o processo é feito, a gente te explica.

Como funciona

Os módulos fotovoltaicos surgiram na década de 1950 e, ao longo dos anos, diferentes composições foram testadas para otimizar a sua capacidade de absorção da luz solar.

Como já explicamos, a energia fotovoltaica consiste na transformação da energia irradiante do sol (os raios solares), em eletricidade. 

Para isso, é preciso que os raios sejam captados por painéis solares, responsáveis por realizarem esse processo. Os painéis são compostos por células fotovoltaicas semicondutoras. Assim, quando uma partícula solar, chamada de fóton, se choca com um átomo do material semicondutor, a eletricidade é gerada.

Para facilitar a captação, as placas são fixadas em estruturas metálicas e, geralmente, ficam sobre a cobertura do local que irá gerar energia. Esse ambiente pode ser uma empresa, uma residência, um prédio ou até mesmo lojas e supermercados.

O local de instalação não é unânime. É possível que as placas sejam instaladas em outras superfícies. É muito comum que estejam presentes em estacionamentos de condomínios ou sobre terrenos, por exemplo.

Quanto maior a irradiação do sol, maior a eficiência do sistema, porém seu funcionamento independe do calor do sol, portanto, a energia também é gerada em dias nublados e no inverno, porém em menor quantidade. 

Para entendermos melhor como funciona essa absorção de energia mesmo sem a fonte direta de luz, convidamos a engenheira civil, especialista em geração distribuída com energias renováveis e Diretora da Solarprime de Juiz de Fora, Marcela Brito, para explicar como isso é possível e quais atenções devemos ter na hora de escolher um local de captação de energia: 

“Sobre a captação de energia solar podemos citar algumas formas, são elas: reflexão, radiação difusa e direta. A direta é quando o sol está em exposição, o que proporciona um contato direto com as placas, ocasionando a captação dessa energia. Quando se tem uma nuvem, por exemplo, que pode ser um bloqueador da luz direta, trabalhamos com a radiação difusa. Nesse caso, a geração fica mais fraca, mas ainda existe. É possível ver isso claramente pelo inversor, que é o coração do sistema de energia solar, ele que faz a conversão da energia. Nesse ponto a geração passa pelo inversor, alimenta a geração do local e o excedente vai ser jogado para a rede, sendo possível utilizá-lo em outros locais. A Solarprime tem softwares atualizados que fazem estudos avançados quando o cliente tem algum tipo de obstáculo que causa sombras. Conseguindo assim, dimensionar as possíveis perdas do sistema”.

explica, Marcela
Marcela Brito é formada em Engenharia Civil da UniBH. Possui pós-graduação Lato Sensu no grau de Especialização em Geração distribuída com Energias Renováveis. Com uma experiência de anos no mercado de construção, desde 2020 passou a atuar como Diretora da Solarprime de Juiz de Fora, se destacando enquanto gestora, acumulando uma grande bagagem em relação a Energia Solar em Juiz de Fora e de forma geral.

Para quem é indicado

Como já falamos, as possibilidades de locais para implementação de energia solar em Juiz de Fora são inúmeras. Desde residências, comércios e propriedades rurais. O principal fator para saber se a mobilidade da energia solar é para você, é identificar se você tem mentalidade de investidor. 

Pensar e adotar a energia solar em Juiz de Fora é o mesmo que dar um passo à frente em questões de tecnologia, inovação e atualização. Para além desses fatores, é preciso destacar a enorme força sustentável dessa aplicação, por ser uma fonte renovável de energia. Ou seja, algo extremamente necessário para se considerar nos dias atuais. 

Quanto custa

Nesse momento é preciso entender alguns fatores importantes como: economia na conta de luz, auxilio com a questão ambiental e oportunidade de empreender através da Energia Solar em Juiz de Fora. Esses aspectos devem fazer parte da sua equação na hora de se comparar o preço do investimento. 

Para chegar ao valor do investimento, existem alguns fatores principais que influenciam no preço da instalação de um sistema fotovoltaico, como a estrutura do telhado e os padrões dos módulos.

Um kit de energia solar é composto basicamente pelo painel fotovoltaico, inversor solar, estrutura de fixação, cabos e conectores especiais, caixa de junção e disjuntores.

Porém, é possível que esse kit sofra alterações de acordo com suas necessidades, com o tamanho do local que você gostaria de instalar Energia Solar em Juiz de Fora, entre outras variáveis. Dentre os fatores de alteração do valor estão: 

  • A localização em que ele será instalado
  • A estrutura do telhado
  • A distância da conexão
  • A homologação do sistema

Exatamente por existirem questões que interferem no valor final, é preciso ter um bom acompanhamento na hora de escolher como passar a utilizar Energia Solar em Juiz de Fora. Por isso, mais uma vez pedimos explicações para a especialista Marcela Brito, que evidenciou quais desses fatores são os mais importantes na hora de definir os custos e como eles impactam na escolha do seu kit de energia solar. 

“Todos esses tipos de variação podem ser definidos, identificados e analisados a partir da visita técnica que cada um dos nossos clientes recebe. Esse encontro presencial serve para verificar quais são as reais necessidades do cliente. Essa consultoria é totalmente gratuita e personalizada, são observados, por profissionais capacitados, caso a caso, presencialmente. Oferecemos esse serviço independente de fechar ou não o contrato, pois entendemos que esse é um dos principais pontos que irão definir o preço de investimento, além de a partir dessa conexão ser possível trabalhar com mais segurança. Sobre os custos, é importante destacar que não existe nenhum tipo de investimento que seja melhor que o da energia solar, podendo chegar a 98% em economia em uma conta de energia. Se o cliente tiver uma conta de 10.000 reais ao mês, por exemplo, com a Energia Solar da Solarprime ele passará para uma conta de 130,00. O mesmo ocorre em residências, onde podemos ver uma redução de R$300,00 para R$80,00. Um diferencial importante que pode fazer a diferença na hora da decisão de investir, é que na Solarprime todos os nossos clientes possuem uma análise financeira de projeção para os próximos 25 anos, assistência em todas as dificuldades que possam acontecer, toda a intermediação entre importador e o cliente, além da constante consultoria ao cliente para futuras instalações e aumento de sistemas. Somente assim é possível visualizar as inúmeras vantagens da Energia Solar em Juiz de Fora”

evidencia, Marcela Brito

Como destacado por nossa especialista Marcela Brito, para além do foco no investimento necessário para utilizar energia solar em Juiz de Fora, é preciso olhar para os benefícios. 

Dentre os maiores estão: 

  • Redução na emissão de poluentes e as taxas de carbono
  • Baixa manutenção
  • Economia na conta de luz
  • Valorização do imóvel

Sobre esses benefícios, Marcela destaca o potencial de investimento que a energia solar possibilita, em especial quando se analisa a lógica entre investimento x retorno. 

“O sustentável é a palavra do momento no mundo inteiro. Se cada habitante, autoridade, nação, fizerem sua parte a energia solar alcançará o lugar ao qual ela está destinada a ocupar, no topo. Além de contribuir com o meio ambiente que é nossa subsistência proporcionará um enorme salto de qualidade de vida, com a economia que ela gera para os clientes”

comenta, Marcela Brito

Como escolher uma empresa

Por ser renovável, ter grande abrangência no mercado internacional e nacional e por possibilitar investimento para quem adquire, o setor de Energia Solar em Juiz de Fora está crescendo cada vez mais.

Por essas características, é preciso analisar bem as possibilidades disponíveis e os elementos de compensação que cada uma das empresas que fornecem esse serviço dispõem. 

Só no Brasil, já são quase 40 mil sistemas fotovoltaicos instalados. O aumento na demanda dos consumidores também fez crescer o número de empresas voltadas ao setor.

Ainda que a concorrência seja quase sempre benéfica para o consumidor final, muitas empresas não atuam em sua plena qualidade de serviço. 

O ímpeto de fornecer uma solução cada vez mais barata também pode ocasionar falhas nas instalações, como mau posicionamento dos painéis fotovoltaicos e do inversor. 

Além disso, é importante que os equipamentos utilizados sejam adequados e de boa qualidade e que o processo de instalação siga as normas de segurança. Para entender a importância de investir com precisão, perguntamos a engenheira cívil, Marcela Brito, quais fatores devem ser analisados na hora dessa decisão: 

 “No início de 2021 eram pelo menos 18 mil empresas trabalhando com energia solar, desse número 25% não fizeram nenhuma venda, apenas 12,13 % tinham mais de 4 anos de existência. Já e a Solarprime está atuando desde 2014 no mercado, nos destacamos por sermos totalmente consolidados no mercado nacional com nome forte, uma bagagem de experiência e com uma atuação fortíssima no cenário nacional.” 

destaca, Marcela Brito

Agora que você já está por dentro dos principais aspectos sobre energia solar em Juiz de Fora, queremos saber, está pronto para ser pioneiro nesse negócio e revolucionar seus investimentos? 

Acesse o link e agende agora mesmo uma avaliação totalmente gratuita. A especialista Marcela Brito, está pronta para tirar todas as suas dúvidas.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Previous Post
Buzz

Buzz Social: confira os melhores momentos do Programa Zine Negócios com Douglas Gomides

Next Post
aula em negócios

10 perfis de Juiz de Fora que são uma verdadeira aula de negócios

Related Posts