Especial Miss Brasil Gay Rainbow Fest

Conheça o Especial Miss Brasil Gay Rainbow Fest 2021

Conheça um pouco mais da trajetória do Especial Miss Brasil Gay e Rainbow Fest, duas iniciativas que representam um enorme movimento na cidade de Juiz de Fora. E saiba como uma história de 45 anos de existência conseguiu se reinventar a partir do digital.

O Miss Brasil Gay foi criado em 1976, pelo cabeleireiro Francisco Mota. O formato consistia na apresentação de candidatas de 26 estados brasileiros e o Distrito Federal. Todas participavam da disputa pela faixa de mais belo transformista do país. 

A representatividade e os apreciadores do Miss Brasil Gay foram aumentando de tal forma, que, em 2007, o evento se tornou patrimônio imaterial do município, se destacando pela sua importância social, econômica e cultural. 

Para além do evento, Juiz de Fora também é palco há mais de 20 anos das atividades do Rainbow Fest. A iniciativa ocorria em meio à programação do Miss Brasil Gay e contou com a organização do Movimento Gay de Minas (MGM), que estimula diversos setores na cidade com palestras, debates e programações culturais durante uma semana completa.

A partir do ano de 2019 os eventos uniram suas forças. Essa fusão resultou em programações ainda mais ricas e aprofundadas, oferecendo ao município de Juiz de Fora dias com muita cultura, festa, debates e importantes discussões. 

Miss Brasil Gay Rainbow Fest
Especial Miss Brasil Gay Rainbow Fest

Conheça detalhes sobre o Especial Miss Brasil Gay Rainbow Fest

O diretor no Movimento Gay de Juiz de Fora e responsável pelos eventos, Michel Brucce, comentou um pouco sobre a iniciativa que resultou no Especial Miss Brasil Gay Rainbow Fest 2021. 

“O Miss Brasil Gay trabalha a resistência através da cultural e o Rainbow Fest trabalha a resistência através de atos políticos com debates, então nós juntamos essas duas forças para representar algo muito mais potente que os eventos. Buscamos mostrar toda uma representatividade e história. Unimos o Rainbow Fest com mais de 20 anos e o  Miss Brasil Gay com mais de 40 anos para que essas forças juntas tenham muito mais poder de alcance para falar da mesma coisa que antes era falado separadamente. A ideia foi unir para termos mais amplitude e chegar a mais lugares. Com isso, reunimos dentro de uma semana de programação, além do concurso, debates e discussões, fazendo com que os dois andem em paralelo falando uma única coisa em uma única voz, seguindo o legado que o Trajano deixou e o pedido de continuar com isso de uma forma mais intensa.” comentou, Brucce. 

Miss Brasil Gay Rainbow Fest: Evento Digital: Michel Brucce
Diretor no Movimento Gay de Juiz de Fora e responsável pelos eventos, Michel Brucce

Após 12 meses em hiato por conta da pandemia, os eventos voltaram com uma grande estrutura digital no ano de 2021. A união das duas frentes ofereceu à cidade a possibilidade de proporcionar mais visibilidade, acessos e reconhecimento do nome do município a outros estados do Brasil, em especial sobre as discussões que envolvem a sigla LGBTQIA+. 

Quando ocorrem de forma presencial, de acordo com a prefeitura, a partir de dados de 2007, os eventos juntos já trouxeram a Juiz de Fora cerca de 100 mil pessoas e movimentam R$ 4 milhões, incentivando 52 diferentes setores da economia, dentre hotelaria, comércio, vestuário, etc. 

Essas características não são pura coincidência. Michel Brucce destaca que colocar Juiz de Fora em visibilidade e trazer investimento para o município é um dos objetivos mais marcantes dos eventos. 

“O grande desafio é tentar fazer com que os eventos tragam recursos para a cidade. Algo que ocorreu durante muito tempo. Os recursos já chegaram a atingir 7 milhões e em 2019 batemos a marca de 5 milhões de recursos injetados na economia local, nossa expectativa é que nos próximos anos a gente alcance tão rápido os 10 milhões. Isso acontece porque é um evento que pensa na cidade como um todo, por isso que ele não sai daqui, então em uma questão empresarial a gente pensa na cidade e não só no evento de forma isolada. Infelizmente ainda trabalhamos com recursos muito limitados para fazer tudo o que fazemos”.

Miss Brasil Gay Rainbow Fest: Evento Digital
Especial Miss Brasil Gay Rainbow Fest

A era digital do evento

Sobre o enorme aumento do alcance desde 2019, com a entrada do digital para a programação do evento, Brucce destaca que muitas discussões puderam ser amplificadas. 

“Até agora nós já tivemos mais de 30 mil pessoas que visualizaram a semana toda de programação do Especial Miss Gay e Rainbow Fest. Neste ponto, é interessante olhar não apenas para uma questão festiva, mas também para os debates promovidos, como o sobre a sigla LGBTQIA+, por exemplo, que é um dos mais assistidos com mais de 10 mil pessoas acompanhando. Isso é importante destacar, porque presencialmente a gente só conseguiria atingir 500 pessoas, em 2018 a marca foi de no máximo 3 mil pessoas, já no virtual passamos de 120 mil views”

Quando perguntado a Brucce qual foi um dos elementos que possibilitaram esse grande aumento na audiência do evento digital, ele destaca a atuação do Zine Cultural em seu processo de digitalização, execução e roteiro. 

“O papel do Zine foi de extrema importância pois já existe um saber fazer na questão da comunicação por meio digital. Não só a empresa Zine, mas também também a participação do Alexandre, diretor do Zine,  foi de extrema importância para ajudar na condução, na melhor estratégia de comunicação, roteirização do evento para que a gente conseguisse ter uma produção de extrema qualidade falando a linguagem que o mundo digital precisa. Então o Zine teve esse papel fundamental e cirúrgico para que a gente pudesse alcançar esse objetivo”, explicou. 

Para o diretor do Especial Miss Brasil Gay Rainbow Fest, âncora da transmissão ao vivo, e fundador do Zine Cultural, Alexandre Silveira, a realização do evento foi necessária para mostrar a força de um movimento que se reforça na resistência e necessidade, com a amplitude da revolução e do alcance do digital. 

“Esse ano foi ainda mais importante porque contou com algo  extremamente doloroso, a perda do Marco Trajano. O bonito foi ver a transformação dessa perda em resistência, em lembrança, em memória, em homenagem para todo legado que ele deixou. Pensamos na Parada Gay com milhares de pessoas na Rio Branco, exposições culturais que tomaram a cidade por todos os lados, encontros importantíssimos com mentes célebres do movimento  LGBTQIA+ trocando informação, trazendo informação para nossa cidade ajudando a formar um caráter dentro de toda a diversidade que esse universo tem a oferecer com a população local também. E foi especial porque pudemos refletir tudo isso com a possibilidade do digital, e de um digital sem fronteiras. O evento perdeu por não acontecer fisicamente, mas ganhou uma releitura de entender que ele é viável digital e é um passo que não será dado para trás, e é um passo que se torna necessário quanto o próprio retorno do evento quando for possível do ponto de vista sanitário.”, comentou. 

Desde 2007 o evento é considerado Patrimônio Imaterial da cidade, deixando registrado a importância econômica, cultural e social que ele agrega em representatividade, destaque e referência para Juiz de Fora. Nesse sentido, Michel Brucce evidencia que mesmo com toda essa relevância o evento ainda sofre com questões de investimento para sua realização, tendo que ser resistência até mesmo nesse sentido. 


“Se não fosse a lei de incentivo Aldir Blanc esse evento não conseguiria atingir esse formato. Um dos grandes desafios é a falta de incentivo pela iniciativa privada. É um evento que precisa ser revisto. Para além da lei de incentivo, temos também o apoio da Rede Accor Hotels, que possui como um dos pilares na cultura o incentivo a causas de representatividade. Entretanto, não são todos que conseguem perceber a importância e a possibilidade que um evento como este tem para criar impacto na sociedade. Ainda estamos caminhando a passos muito curtos, mostrando a necessidade da rede privada estar mais inserida junto com as causas LGBTQIA+”. 

Miss Brasil Gay Rainbow Fest: Evento Digital: homenagem a Marco Trajano
Especial Miss Brasil Gay Rainbow Fest: Michel Brucce com Titiago, ao fundo, Osvaldo Braga

O futuro do Especial Miss Brasil Gay Rainbow Fest

Para além de um modelo que veio para ficar, Michel Brucce aborda as ideias e planos para o futuro que aumentariam ainda mais o alcance das discussões e poderiam ser responsáveis por colocar o município ainda mais em destaque por sua inovação e desenvolvimento. 

“Agora, de uma maneira estratégica, estamos procurando plataformas de streaming que estejam interessadas em distribuir esse evento de forma ainda mais ampla. Pensamos também em uma emissora de TV aberta, e já estamos buscando ações nesse sentido para fazer de Juiz de Fora uma referência e criar o desejo de pessoas que não conhecem a região, que possam querer vir conhecer a cidade, essa é uma das nossas estratégias de negócio” 

Trazendo a discussão também para o lado econômico e empreendedor, Alexandre comentou sobre a dimensão e a qualidade das produções que marcaram presença no Especial Miss Brasil Gay e Rainbow Fest, além da percepção de que a cidade se equipara e se destaca entre outros municípios já acostumados com essas produções. 

“Foi um desafio, um aprendizado e uma conquista ver tudo acontecer, porque é um evento importantíssimo para a história da cidade, para geração de receita e para o reconhecimento das diferenças. Além disso, foi surpreendente observar a qualidade e a grandeza da programação do evento. Observar o quanto nos destacamos traz uma satisfação muito grande enquanto juiz-forano, empreendedor, e um multiplicador do respeito e da diversidade, saber que fomos capaz de fazer isso também de uma forma tão profissional  quanto a capital do empreendedorismo que é SP é incrível. Meu desejo para o futuro é que em um mundo pós pandêmico possamos ver uma Parada Gay de novo na Av Rio Branco com milhares de pessoas e eu quero estar lá para cobrir.”, finalizou. 

Para os interessados em conhecer um pouco mais sobre esse evento que mobiliza tantos setores presenciais e digitais é possível acompanhar as apresentações, debates, discussões e toda a programação do Especial Miss Brasil Gay Rainbow Fest por meio do  canal do evento no YouTube

Aproveite e se inscreva para não perder novidades e atrações do próximo ano. 

Se você se interessa por conhecer cases de sucesso, acesse nossa aba especial com vários conteúdos exclusivos sobre esse assunto. 

Para sempre ficar por dentro de todas as inovações do mercado empreendedor de Juiz de Fora e região assine nossa newsletter. 

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Previous Post
Imersão Estratégia Digital

5ª edição do evento Imersão Estratégia Digital

Next Post
Flexibilização de Eventos com Fernando Sotrate

Programa Zine Negócios discute flexibilização dos eventos

Related Posts